Amor Próprio

Como viver o presente

A vida acontece no presente. Mas muitas vezes, deixamos o presente fugir, permitindo que o tempo passe se nos darmos conta dele, simplesmente desaparece despercebido, e desperdiçado.

Preciosos são os segundos da vida enquanto nos preocupamos com o futuro e refletimos sobre o que é passado.

Estamos sempre fazendo algo e deixamos pouco tempo para praticar a quietude e a calma. E se esse fazer fosse útil, aproveitado ou rentabilizado em felicidade, até que seria importante. Mas na maioria das vezes é simplesmente desperdiçado.

Quando estamos a trabalhar, fantasiamos com as férias. Quando estamos de férias, preocupamos com os projetos futuros no trabalho ou com o trabalho que deixamos para fazer.

A mente vagueia livremente entre lembranças intrusivas do passado ou em preocupações extenuantes com o que pode ou não acontecer no futuro.

Precisamos viver mais no momento presente, aquilo que está a acontecer agora mesmo. Viver no momento presente - também chamado atenção plena - é um estado de atenção ativa, aberta e intencional no presente. Quando você se torna consciente, percebe que você não é os seus pensamentos; você se torna um observador de seus pensamentos de momento a momento sem julgá-los.

A prática que permite desenvolver atenção plena chama-se Mindfulness e envolve aprender a estar com seus pensamentos como eles são, nem agarrando-os nem afastando-os. Em vez de deixar sua vida passar sem vivê-la, você desperta para a experiência.

As pessoas conscientes são mais felizes, mais exuberantes, mais empáticas e mais seguras. Elas têm maior auto-estima e aceitam mais as suas próprias falhas. Ancorar a consciência no aqui e agora reduz os tipos de impulsividade e reatividade subjacentes à depressão, compulsão alimentar e problemas de atenção. Pessoas conscientes podem ouvir feedback negativo sem se sentirem ameaçadas. Eles lutam menos com seus parceiros e são mais complacentes e menos defensivos. Como resultado, os casais conscientes têm relacionamentos mais satisfatórios.